Com R$ 14,5 milhões em obras em andamento, prefeito de Pederneiras avalia seus 20 meses de governo

Vicente Minguili concedeu um entrevista ao Jornal Tribuna de Pederneiras, a qual reproduzimos aqui, e falou sobre as principais conquistas e desafios de seu governo até o momento. Resiliente, mesmo com uma prefeitura sem dinheiro em caixa, está driblando a crise, buscando recursos fora e colocando a casa em ordem.

A maioria dos municípios encontra-se em situação financeira, no mínimo, complicada. Como está a saúde financeira de Pederneiras?

Queria muito poder dizer que Pederneiras está na contramão da crise, mas não é o caso. O que posso afirmar é que em época de crise, temos que encontrar outras alternativas e foi isso que meu vice-prefeito Márcio Urrea e eu fizemos desde que assumimos o governo. Pegamos a prefeitura com muitos problemas, a economia em decadência, a arrecadação do município caindo, o que ainda continua. Mas não esmorecemos. Com criatividade, fomos à luta, buscamos parcerias, articulação política, fomos a São Paulo, Brasília, nos reunimos com deputados, ministros, enfim, neste momento começamos a colher os frutos.

Quer dizer que o segredo é buscar dinheiro fora?

Veja bem, se o governo municipal ficar dependendo exclusivamente dos recursos próprios está fadado ao fracasso. O gestor público tem obrigação de buscar recursos nos governos Estadual e Federal. Pra se ter uma ideia, além desses R$ 14,5 milhões em obras que estão em andamento neste momento, se somarmos todas as emendas e verbas ministeriais que ainda temos a receber já são mais de R$ 24 milhões que serão investidos nas áreas da Saúde, Infraestrutura, Educação, Esporte e outras mais. Muitos desses recursos, inclusive, foram conquistados com o empenho e trabalho de vários vereadores e é importante que a população se informe quem são os vereadores que ajudam e efetivamente trabalham para o município.

Por falar em vereadores, como é a sua relação com a Câmara Municipal?

É boa, cordial e, para o bem do município espero que seja cada dia melhor. Juntos, estamos desenvolvendo vários projetos. Tenho como ideal de boa política que, tanto a situação, quanto a oposição, devem trabalhar juntos para o bom andamento da máquina pública, pois, caso contrário, o desenvolvimento e a qualidade de vida da população ficam prejudicados.

Quais as obras em andamento neste momento?

São obras que totalizam cerca de R$ 14,5 milhões em investimento. Temos a COZINHA PILOTO que, depois de pronta, vai produzir mais de 10 mil refeições diárias para os nossos alunos. A UNIVESP, com obras em fase final para abrigar a primeira universidade estadual com cursos superiores de graça para a população. O alargamento do CÓRREGO MONJOLO, que vai dar maior vazão e evitar enchentes no local. As obras de revitalização da PRAINHA MUNICIPAL, que vão tornar o lugar mais atrativo e fomentar a economia e o turismo no município. O RECAPEAMENTO NO BAIRRO CIDADE NOVA, asfalto novo em 14 ruas que não recebiam investimento há mais de 20 anos. A ampliação da escola Anna Ruiz, para melhor atender nossos alunos. A CONSTRUÇÃO DE 102 CASAS POPULARES para atender famílias com renda até R$ 1.800,00, com prestações que cabem no bolso do trabalhador.

Além dessas obras em andamento, quais as principais realizações que o senhor destaca como importantes nesses 20 meses?

Recuperamos mais de 170 km de estradas rurais, facilitando o escoamento da produção agrícola;  já investimos mais de R$ 700 mil em iluminação pública, iluminando pontos onde não havia iluminação, reforçando ou trocando lâmpadas; construímos dezenas de passagens de água por toda Pederneiras; construímos a pista de atletismo no bairro Cidade Nova; ampliamos e reformamos a UBS da Vila Paulista; construímos as pistas de Motocross e de Jeep; pela primeira vez na história da cidade conquistamos o Selo Município Verde Azul, graças às ações ambientais que estamos desenvolvendo; conseguimos elevar a qualidade da Feira das Nações, além de  democratizar e dar mais transparência à forma como ela é realizada e ajudar ainda mais as entidades do município.

Como está a questão da regularização dos distritos industriais em Pederneiras?

Esta é uma herança que estamos resolvendo. As administrações passadas doaram terrenos, no mínimo, sem critério. E hoje estamos pagando um preço alto por isso. Mas criamos um Fundo Municipal de Regularização Fundiária, um Conselho Municipal e um Projeto de Lei para regularizar os distritos industriais e retomar a possibilidade do município de atrair empresas e indústrias para investirem em Pederneiras e, consequentemente, gerar emprego e renda para a nossa população. Nesta semana fizemos uma audiência pública na Câmara Municipal com o empresariado para discutir o projeto de lei e, na próxima terça-feira, faremos outra. O objetivo é alinharmos esse projeto para não prejudicar ninguém e, finalmente, retomarmos todos os terrenos que estão em desvio de finalidade.

Passados 20 meses do seu mandato como prefeito, qual a palavra que resume seu governo e por que?

Resiliência. Porque desde o primeiro dia de governo até hoje são tantos os problemas enfrentados… Aterro sanitário inativo, frota sucateada, R$ 3 milhões de dívida na Santa Casa, Pronto Socorro prestes a fechar as portas, distritos industriais irregulares, enfim, poderíamos estar fazendo muito mais se não tivéssemos que resolver os problemas herdados. Mas, aos poucos, vamos resolvendo e superando tudo isso, sempre com fé que ainda faremos mais e melhor.