Padrasto é preso acusado de torturar e quebrar pernas de bebê de 10 meses no interior de SP

Um homem de 27 anos foi preso nesta quarta-feira (6) acusado de torturar e quebrar as pernas de um bebê de apenas 10 meses. O crime aconteceu em Jundiaí, no interior de SP.

O acusado é padrasto da criança. A Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) verificou que ele agiu de forma premeditada, fora da vista da mãe e de outras pessoas. O bebê sofreu uma fissura no osso da perna da perna esquerda e precisou ficar com o membro imobilizado por 15 dias.

Após se curar da perna esquerda, o bebê passou a chorar de dor sempre que a perna direita era tocada. Ele foi levado ao hospital, onde se descobriu uma fratura. A perna foi engessada novamente.

Pela terceira vez o padrasto teria torturado a criança. A mãe, avó e bisavó do bebê estranharam o choro constante do bebê e se depararam com a perna esquerda torta, no colo do padastro.

A criança foi socorrida ao estabelecimento médico, onde foi constatada uma fratura na tíbia da perna esquerda, sendo o membro imobilizado novamente. O acusado teria torcido a perna da criança.

Preso, o padrasto negou o crime e acusou a mãe da criança pelas agressões. Ele está preso preventivamente no Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista.

Com informações do Tribuna de Jundiaí

Fonte – São Carlos Agora